• Ajustar a fonte:
  • A+
  • A-
27Mai2015

Em apoio ao Dia D, Fiems defende pagamento de impostos em juízo por seis meses

Em apoio ao Dia D de protestos contra as medidas de ajuste fiscal do Governo Federal que estão penalizando o setor empresarial e a sociedade em geral, o presidente da Fiems, Sérgio Longen, defendeu, nesta quarta-feira (27/05), que, ao invés de os empresários fecharem as portas dos respectivos estabelecimentos, façam o pagamento dos impostos federais em juízo pelos próximos seis meses até que a população seja informada onde está sendo gasto esse dinheiro.

"Apoiamos a manifestação, mas não vamos fechar as portas das indústrias, pois acreditamos que essa medida afetaria muito o setor empresarial e a sociedade. Por isso, defendemos o pagamento dos impostos federais por vias judiciais para obrigar o Governo a revelar para a sociedade onde e como estão sendo aplicados esses recursos", declarou Sérgio Longen, destacando que o Governo cria novas formas de ampliar a arrecadação, mas na hora de aplicar o dinheiro não consulta quem verdadeiramente paga a conta.

Nesta quarta-feira, empresários de todo o País estão fechando as portas para participar dos protestos contra a política econômica do Governo Federal. Entre os motivos dos protestos dos empresários estão queda de emprego, redução de crédito, aumento de juros e a queda do poder aquisitivo do comprador. A suspensão das atividades das empresas participantes do Dia D deve durar toda esta quarta-feira.

Multimídia

Agenda

Novembro 2017
30 31 1 2 3 4 5
6 7 8 9 10 11 12
13 14 15 16 17 18 19
20 21 22 23 24 25 26
27 28 29 30 1 2 3

Campanhas Publicitárias

Telefone

(67) 3389-9000

Fax

(67) 3324-8686

Email

contato@fiems.org.br

Redes Socias
porno porno porno porno

Edifício Casa da Indústria - Av.Afonso Pena, 1206 - Bairro Amambaí / Campo Grande - MS • Sistema FIEMS. Todos os direitos reservados.